Conectar-se

Esqueci minha senha

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Starbucks coffe
Qui 17 Abr 2014, 02:02 por Yuki Kuronuma

» Ruas de Londres
Dom 13 Abr 2014, 16:43 por Makie

» Entrada do Campus
Qua 26 Mar 2014, 01:10 por Yuki Kuronuma

» The Zoeira Never Ends
Dom 16 Mar 2014, 19:01 por Makie

» Pub Pin up's
Ter 11 Mar 2014, 16:03 por Ise

» Ficha de inscrição: Vampiros
Sab 08 Mar 2014, 15:07 por Ise

» Aeroporto de Londres
Qui 06 Mar 2014, 00:23 por Haziel

» Biblioteca da universidade
Ter 04 Mar 2014, 22:13 por Haziel

» Abadia de Westminster
Ter 25 Fev 2014, 09:36 por Admin

Novembro 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Calendário Calendário

Parceiros
Fórum grátis


Starbucks coffe

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ir em baixo

Starbucks coffe

Mensagem por Admin em Seg 27 Jan 2014, 14:28

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


cafeteria da franquia Starbucks, ponto de encontro da maioria dos amantes de café.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 54
Data de inscrição : 20/01/2014

Ver perfil do usuário http://untold.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Makie em Seg 17 Fev 2014, 13:45

A bicicleta estava nos fundos guardada juntamente com o restante de seus pertences. seu expediente já estava próximo do fim, juntamente com as ferias de verão, onde provavelmente teria que trocar seu turno de trabalho. gostava de trabalhar na parte da manhã, poiso movimento era brando, mas prefiria muito mais estudar neste horário, e agora que seu turno estava escalado, provavelmente teria que estudar aos sábados, mas vendo sua grade, já havia preparado um dia de folga com menos matérias justamente para compensar seus dias e não precisar trabalhar final de semana.

trabalhava cinco dias na semana num emprego de meio expediente. não é que june realmente precisasse de trabalhar para sobreviver e pagar todas as contas, mas gostava de ser o máximo possível independente financeira de seu pai, a poupança da faculdade agora era utilizada, e o dinheiro que faturava era mais para despesas pessoais da faculdade, como livros e xeros.

june estava sentada atrás do balcão com um livro em mãos enquanto esperava algum cliente fazer algum pedido, não que o café estivesse vazio, mas os consumidores já haviam sido atendidos e o horário ainda estava fraco de movimento.

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Makie

Mensagens : 61
Data de inscrição : 22/01/2014
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Anastasia Romanov em Seg 17 Fev 2014, 17:54

Anastasia Romanov

A batida da porta do carro chamou a atenção de todos que estavam circulando por ali, até mesmo da própria Anastasia que olhava incrédula para o visor do Iphone.

-Não acredito! - ela murmurou decepcionada ao ler a mensagem do seu agente, na qual dizia que a sessão fora desmarcada para outro dia. O motivo para  a mudança de planos era o clima, que estava bem chuvoso e a agência de modelos preferia fazer o book externo em um dia de muito sol. O que era uma desgraça para Anastasia, já que a mesma tinha que ficar o mais longe possível do sol.

Após o topor da irritação momentânea ao ler a mensagem, Ana havia decidido que faria uma pausa antes de voltar para a casa. E o melhor lugar para relaxar, com certeza era parar num Starbucks e beber "aquele" café para tentar recuperar o dia.

Anastasia estava com seus cabelos escuros ondulados, e usava uma leve maquiagem no rosto. Usava meias 7/8 pretas, botas de couro e um vestidinho preto, acompanhado por uma mini jaqueta jeans. Mesmo a população recatada de Londres não conseguia desviar os olhos da garota, que além de linda, caminhava como se estivesse voando.

Virtudes de uma modelo, ou por simplesmente ser uma humana diferenciada das demais.
Elegantemente, Ana cruzou as portas de vidro do estabelecimento e o pequeno sino que havia sobre a porta soou, alertando que mais um cliente havia entrado na loja.

Ela sentou numa mesa colada a enorme janela de vidro, colocou a bolsa para a cadeira do lado e ficou esperando que alguém lhe trouxesse o cardápio. Anastasia olhou rapidamente para a garota que estava atrás do balcão com um livro nas mãos e se perguntou se a atendente havia visto a sua chegada.
avatar
Anastasia Romanov

Mensagens : 23
Data de inscrição : 11/02/2014
Idade : 29
Localização : Inglaterra/Londres

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Makie em Ter 18 Fev 2014, 10:08

June lia superficialmente o livro, era um daqueles romances de época baratos ( june gostava desses romances, os achava cômicos), quando sua atenção foi voltada para a campainha que anunciava um novo cliente. seus olhos se moveram do livro em direção a porta, e então uma mulher havia entrado.

" hm?? que estranho, sensação estranha daquela cliente ali?" -  as mãos tateavam sobre o balcão interno um marcador de pagina, mas este escorregara pela borda e assim caindo no chão para debaixo do balcão, june olhava para a cena sem conseguir se mover rapido o suficiente para alcança-lo apenas resmunga baixinho

-droga....- mas logo se levanta novamente, pegando um pequeno imã para marcar as paginas. a mulher parecia um pouco impaciente, e etão June imaginal que fosse alguém importante para estar vestida assim a esta hora, e talvez atrasada,  mas ainda sim não gostava da sensação que ela transmitia, mesmo assim pegou um cardapio e o bloco de anotações juntamente com a caneta e foi até a messa, passando pela porta lateral do balcão.

- Boa tarde,  e bem vinda ao Starbucks- june colocava o cardápio sobre a mesa enquanto estava com o bloco em punhos a espera do pedido.

cardapio:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Makie em Ter 18 Fev 2014, 22:03, editado 1 vez(es)

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Makie

Mensagens : 61
Data de inscrição : 22/01/2014
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Pan em Ter 18 Fev 2014, 17:28

Damien só deixa escapar uma risada gostosa, rouca e divertida. A imagem do rapaz do campo se acentuando com intensidade em sua mente. No orfanato ao menos eles tinham televisão, mesmo que nunca tenha pisado em uma starbucks até se chegar em Londres.

- Você é a primeira pessoa que conheço que não conhece uma Starbucks. - Ele sorri com simpatia. -Mas acho que pode se enquadrar em uma lanchonete, hoje se come de tudo lá... mas é uma cafeteria. Tem todos os tipos de café que imaginar... Algum deve agradar seu paladar... eu o convido.

Fica decidido. Ele já pega suas mãos, vendo que não sabia bem onde segurar, e a poe na jaqueta, na altura da cintura.

- Assim terá mais firmeza, não fique com medo de virar o rosto se quiser olhar ao redor, a moto não desequilibra assim...ok?

Ele já vai saindo, seguindo o caminho até a Starbucks sem pressa, permitindo que o menino do campo aproveitasse a cidade, conhecesse as ruas e suas ruelas, visse outras lojas e mercados.
avatar
Pan

Mensagens : 50
Data de inscrição : 11/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Breathless em Ter 18 Fev 2014, 17:40

-tudo bem…

Ele se segura firme no rapaz

-se tiver, café, esta bom pra mim. O café da minha fazenda, era plantado em uma residencia próxima, e moído lá em casa mesmo. Nao se sinta, ofendido. Mas vc nao me parece alguém, com muito dinheiro. Eu pareço menos ainda, mas tenho uns trocados. Nao estou acostumado, a alguém pagar minhas despesas. Fui criado a moda antiga…

''com o homem mandando, e apanhando''

Ele vai atento a cidade, se segurando na cintura do rapaz. Ele nao muda nada, em sua expressao. Apenas aproveita o passeio, conhecendo o lugar. Era realmente tudo muito novo, e bonito.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Breathless

Mensagens : 46
Data de inscrição : 11/02/2014
Idade : 31
Localização : Silent Hill

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Pan em Ter 18 Fev 2014, 18:13

(Demais a música ♥)

Ele só sorri, falando por cima do ombro.

- Não se preocupe... eu não sou apegado ao dinheiro. Mas até que consigo faze-lo relativamente fácil... me deixe pagar dessa vez, já que eu sugeri. Infelizmente Londres é uma cidade cara, logo verá... é bom arranjar algum bico entre a faculdade... E você está em Londres, vamos nos desapegar aos antigos costumes.

O local não era muito longe dali e em poucos minutos Damien já procura ao logo do meio fio um espacinho para parar a moto. Estacionando em frente a Starbucks.

- chegamos... - Ele sorri, a voz mais rouca pelo frio momentâneo do vento no rosto. - Acolhedora, não? Acho que eles fazem café tostado na hora, talvez prefira... já que são os melhores. Eu to acostumado com o de maquina...
avatar
Pan

Mensagens : 50
Data de inscrição : 11/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Breathless em Ter 18 Fev 2014, 18:38

-nao é questao, de ser apegado ao dinheiro ou nao. Só acho justo, cada um pagar o seu. É o certo, apenas isso. E vc tem razao… preciso arranjar um emprego, nao poderei voltar tao cedo para a fazenda agora. Se souber de algo, me avise por favor.

Ele já para, olhando o lugar

-sim… acolhedor.

Ele já desce da moto, encarando o rapaz. O olhar frio, sobre o olhar vívido do novo colega.

-pq esta sendo gentil assim? Rapazes da cidade.. geralmente nao gostam muito, de meninos do interior.

''talvez, seja como pensei… educado e gentil…. ou seja, um completo idiota''
avatar
Breathless

Mensagens : 46
Data de inscrição : 11/02/2014
Idade : 31
Localização : Silent Hill

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Pan em Ter 18 Fev 2014, 19:17

Ele só o encara de volta. O semblante brando diante da frieza do outro. Ele morde a boca por um instante, meditando a resposta.

- Acho sua pergunta pertinente... Você acha que vou te sacanear...? - Pergunta com sinceridade, deduzindo que sua estranheza era uma desconfiança plausivel. - Você é mais esperto que eu fui quando cheguei a Londres... eu fui com você... eu posso não ser do campo, mas cresci em um orfanato isolado, isso me pôs em um estilo ingenuo de vida, fui massacrado quando cheguei aqui.

Ele vai até a moto, se ajoelhando pra prender a roda com as correntes que estavam penduradas na moto, enfiando a chave em seguida no bolso.

- Eu prefiro agir antes de ser sacaneado hoje... confesso que me divirto com uma bagunça. Mas não pretendo fazer nada com você. Só o que vc tiver afim. - Ele sorri, o encarando novamente. - Pode confiar.

Ele só espera a concordância, para entrarem no café e encontrar uma mesa vaga.
avatar
Pan

Mensagens : 50
Data de inscrição : 11/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Breathless em Ter 18 Fev 2014, 19:27

-nao, eu nao acho nada. Por isso perguntei. Nao gosto de deduzir as coisas, prefiro nao esperar, por nada.

fala com o tom brando, pra nao soar grosseiro

''confiar?….. nao, meu caro… eu jamais faria tal tolice. O ser humano nao deveria ter essa palavra no dicionário. É incapaz de faze-lo''

-só o que eu tiver afim? o que quer dizer com isso?

pergunta arqueando de leve uma das sobrancelhas.

-vamos…

Ele já vai seguindo com o rapaz pro café o/
avatar
Breathless

Mensagens : 46
Data de inscrição : 11/02/2014
Idade : 31
Localização : Silent Hill

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Pan em Ter 18 Fev 2014, 20:09

- Ahhh, nada sério. A cidade é bem grande, há muita coisa pra ser explorada... Eu guando cheguei rodei bastante, conheci uns bares... tem um parque ótimo pra ficar atoa também... Meio parado. Se tiver afim de mudar a rotina, não ficar sozinho. Só bater na minha porta. A gente arranja algum programa. - Ele sorri, daquela forma simpática e marota.

Ele já abre a porta da loja, lhe dando passagem.

- Eu estou fazendo Arquitetura. E você? - Ele já vai levando ele pra um canto da Starbucks, se sentando ao lado da janela, com vista pra rua. Já aguardando o atendimento. - Parece fazer o tipo calado. To falando demais?
avatar
Pan

Mensagens : 50
Data de inscrição : 11/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Breathless em Ter 18 Fev 2014, 20:18

-tudo será novidade pra mim. Podemos ir pra qualquer lugar. Um parque, seria bom…

Ele já passa por ele, acenando de leve com a cabeça, em agradecimento. O seu olhar analítico já passa por todo o lugar, coisas e pessoas. Era um verdadeiro observador

''tudo tao… mundano… cada um apenas… vivendo em seu mundinho. Os jovens estão cada vez mais fúteis… a aparência parece ser o mais importante, cada vez mais chamativos…. tsc…''

Gaspard já se senta de frente pro rapaz, o encarando

-veterinária. Mas pretendo fazer psicologia também. E nao se preocupe… eu prefiro ouvir,do que falar. Eu gostaria de ver os seus desenhos depois, se nao for incomodo. Acho que teremos tempo, pra fazer muita coisa. Ainda mais enquanto as aulas nao começam. Me fale mais, sobre você.
avatar
Breathless

Mensagens : 46
Data de inscrição : 11/02/2014
Idade : 31
Localização : Silent Hill

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Pan em Ter 18 Fev 2014, 20:55

Damien só olha um pouco ao redor, também conferindo as pessoas do ambiente, acostumado ao cenário da cidade, as pessoas chamativas, algumas atraentes. Por fim ele encara o acompanhante, o cenho franzindo de leve em surpresa.

-  Não sei o que há pra contar... Mas posso resumir, se gosta mesmo de ouvir... é meio raro me perguntarem isso.  - ele sorri, a voz rouca acentuada. - Eu vivi até os dezoito em um orfanato em Glasgow, a cidade em si é bem grande, mas saímos apenas em eventos específicos... Geralmente pra afagar o ego dos ricos, saca? "evento beneficente para os órfãos de Irmã Nazareth". - Ele sorri, com graça. - Ao menos duas vezes por ano eles lembravam que existíamos e víamos a cidade... no mais era apenas a propriedade, estudos, suportar os outros internos.

- Quando eu fiz 18 o financiamento do governo acabou e eu ganhei um grana e um convite pra sair. Eu achei que minhas chances seriam melhores aqui em Londres que lá... Então consegui vir pra cá... no começo vivia em um quartinho nos fundo de um bar, trabalhando nele pra pagar o espaço... Eu sempre desenhei e conheci um tatuador no bar, trocamos umas ideias e ele resolveu me ensinar a profissão, ano passado aluguel um espaço, fiz dos fundos meu dormitório e a parte da frente como loja. É um trabalho ingrato as vezes, mas dá uma boa grana... assim que eu consegui dinheiro pra me matricular na Universidade...

- Eu não me importo em te mostrar meu trabalho. Tenho orgulho dele.
- Ele sorri, charmosinho. - E você... gosta do isolamento de onde vivia? Me lembre de levá-lo a biblioteca daqui, é um lugar diferente da cidade, dá pra se perder no silencio dela. - Ele se estica um pouco na cadeira, apoiando os braços na mesa.
avatar
Pan

Mensagens : 50
Data de inscrição : 11/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Breathless em Ter 18 Fev 2014, 21:14

-é uma vida fantástica, cheia de… vida.

'' e como tudo na vida… os acontecimentos viram atrações do picadeiro, enchendo egos e acariciando as fantasias perversas do ser humano. Seria por isso, que faz tanta questão, de se destacar? Garoto do orfanato, sempre buscando um lugar ao sol… nao para os outros… para.. vc mesmo.''

-Sao poucos que encontram um dom, ou lutam para subir em algum patamar de vocação, que seja. Ainda tem contato, com seu mentor? Você tem amigos?

Gaspard coloca as maos, entre as pernas, entrelaçando os dedos

-uma biblioteca. O silencio me parece extremamente convidativo. Mas nao me incomodo, com o barulho.

''convivi com o barulho, desde o momento em que meu pulmao se expandiu, pela primeira vez, respirando o ar imundo daquele lugar….''
avatar
Breathless

Mensagens : 46
Data de inscrição : 11/02/2014
Idade : 31
Localização : Silent Hill

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Pan em Ter 18 Fev 2014, 22:02

- Tem razão... Londres mesmo, é uma das cidades mais caras do mundo, as pessoas pensam em ganhar dinheiro, não em aproveitar suas vocações... - Ele fala pensativo.

- Eu acho que a vida é um belo processo de construir e descontruir, projetar e assimilar, eu gosto de olhar isso... há tanto a ser desvendado que as vezes penso que algo tão pequeno quanto o dinheiro é insignificante demais, para valer tanto, não é mesmo...? As pessoas são insanas. Pena que é algo tão necessário...

- O homem q me ensinou... estava mais para um bom oportunista, eu tinha vontade de aprender, e ele queria alguém em débito para trabalhar pra ele e lucrar um pouco. - ele morde a boca, sorrindo. -  Eu tenho conhecidos apenas, pessoas que encontro em festas, cumprimento por ai... deixei um amigo em Glasgow, ele é mais novo...saiu do orfanato ha três anos, eu o chamei pra vir pra cá mas infelizmente perdi contato... Ele seguiu outros caminhos... Talvez a gente se encontre quando ele der algum sinal, provavelmente está na propria fase de reconstrução...

Ele observa a atendente que passava por uma mesa, levantando a mão para chamá-la, o sorriso simpático no rosto.
avatar
Pan

Mensagens : 50
Data de inscrição : 11/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Makie em Qua 19 Fev 2014, 08:11

jun esperou pelo pedido da mulher que estava bem arrumada sentada a mesa, de alguma forma parecia que ela estava mais irritada com alguma coisa, porém sem se importar com a vida dos outros june deu de ombros e apenas pediu licença para que quando o pedido fosse escolhido que então a solicitasse.

por um momento voltava para o balcão quando  outra pessoa entrava no café, e logo ela pensou para si "já vi que terei que dar uma volta no parque para terminar de ler meu livro, tudo bem...". voltando então para o lado do balcão, esticou o braço para pegar um outro cardápio, e já posicionou um outro por cima do balcão para fácil acesso.

um pouco mais apressadamente, caminhou para a mesa deixando o cardápio e anotando o pedido , enquanto uma colega sua de trabalho atendia uma outra mesa, no momento que se cruzaram quase que  esbarraram uma na outra,  (o que rendeu alguns sorrisos disfarçados por um breve instante).

enquanto passava para deixar o pedido no balcão de um dos cliente, uma dupla havia entrado, mas de alguma forma, june achou aquilo um pouco diferente, já havia sentido aquela sensação, mas simplesmente não se lembrava. resolveu então seguir com o atendimento normal, enquanto com o cardápio em mãos, ia prontamente ao caixa efetuar o pagamento de uma das mesas.

com o troco e a nota em mão caminhou um pouco mais apressadamente, de alguma forma o local começava a encher (talvez uma gorjeta mais gorda no final do mês?). e então com tudo efetuado, se dirigiu aquela dupla um pouco estranha entregando o cardápio:

cardapio:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

- Boa tarde! bem vindos ao starbckus. - june posicionava o bloco e a caneta próximo a mão enquanto oferecia um sorriso cordial aos novos clientes.
avatar
Makie

Mensagens : 61
Data de inscrição : 22/01/2014
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Breathless em Qua 19 Fev 2014, 08:19

Gaspard escuta com atençao, sem tirar o olhar dos olhos do rapaz.

-nao acho que… os motivos de seu mentor, importem. Afinal, vc desfrutou deste conhecimento, e agora também o usa, pra conseguir dinheiro.

'' mas é estranho, nao é mesmo? marcar sua própria pele assim… eu definitivamente nao entendo… ''

-nao acha muito… solitário? ser livre assim?

Ele já para de falar, quando ve a menina se aproximando. Ele acena gentilmente com a cabeça, e a voz sai um pouco baixa.

-bom dia

Gaspard volta a olhar pro colega

-voce… poderia fazer o nosso pedido entao? já que conhece, o estabelecimento...
avatar
Breathless

Mensagens : 46
Data de inscrição : 11/02/2014
Idade : 31
Localização : Silent Hill

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Pan em Qua 19 Fev 2014, 08:36

- Tem razão. Só expliquei o porque de não haver necessidade de encontrá-lo mais. - Ele sorri, brincando com o anel em seu dedo, a peça era no estilo de engrenagens e enquanto o centro rodava, as engrenagens mexiam.

- Sim... me sinto solitário as vezes, mas não gosto de rotinas, então me distraido bem.... Mas isso apenas porque não achei a verdadeira liberdade... ainda estou preso a convenções.

Ele não se aprofunda em sua resposta, observando a jovem que se aproximava para atendê-los. Sentia algo diferente no ambiente. Os olhos subiram para o rosto da mulher, atento, o sorriso simpático disfarçando a meditação.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Olá... - Ele olha rapidamente o cardápio. - Eu vou querer Caramel Macchiato... e um Cinnamon Dolce Latte. - Ele escolhe o segundo para o outro.
avatar
Pan

Mensagens : 50
Data de inscrição : 11/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Makie em Qua 19 Fev 2014, 08:45

- um macchiato caramelado e um ciannamon latte, ok, anotado, aguardem um momento, qualquer coisa pode me solicitar novamente. - june se curvava delicadamente fechando os olhos de maneira sutil, de alguma forma tentava entender aquela estranheza.

logo se prontificou a ficar novamente ereta e caminhou até o balcão levando mais um pedido para ser feito, desta vez indo até de traz do balcão para ajudar a preparar os pedidos.

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Makie

Mensagens : 61
Data de inscrição : 22/01/2014
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Breathless em Qua 19 Fev 2014, 08:52

-obrigado…

Ele fala baixo, pra mocinha. E volta a encarar Damien.

-toda essa conversa… me lembrou uma frase… eu a ouvi, a muitos anos atrás. Nao fez, muito sentido na época, mas hoje…. *se um homem torna-se um verme, ele nao pode reclamar quando nele pisarem*. Nao estou fazendo uma apologia, a você, mas as pessoas que se aproveitaram, de vc.

Ele explica, pra nao gerar qualquer desentendimento.

-Mas até os vermes… tem sua importância na evolução, afinal. Na verdade… eles tendem a durar muito mais, do que todo o resto…. Me desculpe, acho que estou divagando demais. Voce gosta de ler?
avatar
Breathless

Mensagens : 46
Data de inscrição : 11/02/2014
Idade : 31
Localização : Silent Hill

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Pan em Qua 19 Fev 2014, 09:12

Ele agradece com um olhar pra ela. Intrigado pela presença marcada que a envolvia. Ele assente por fim a observação. O olhando com um sorriso apreciativo.

- Devo concordar... acho que a vida está entrelaçada a varias coisas... como as teias de uma aranha. Uma toque em uma ponta vibra por toda sua extensão... uma atitude boa ou ruim, é sempre importante pensar em como ela irá reverberar... Talvez a ignorancia leva uma pessoa a culpar a outra, quando suas ações voltam, não é assim? Eu gosto de pensar amplamente...As vezes minhas ações apenas são um reflexo do ambiente

Ele sorri da pergunta seguinte.

- Sim, gosto de ler. Fico inspirado a desenhar...criar novas ideias. O que você costuma ler em casa?
avatar
Pan

Mensagens : 50
Data de inscrição : 11/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Anastasia Romanov em Qua 19 Fev 2014, 09:33

Os olhos azuis de Anastasia acompanharam os movimentos da atendente que cruzava o estabelecimento com um bloco de notas e com o cardápio. Ana estava sentindo uma leve estranheza ao acompanhar os movimentos dela até a sua mesa. Talvez a garota não fosse uma mundana qualquer, ou era apenas “sede”, pois ainda estava tentando se adaptar com a vida que lhe fora permitida.

A atendente foi bem cortes, entregou o cardápio e deixou Anastasia a vontade para escolher escolher o pedido. Ana leu vagamente o que estava escrito, escolhendo um mocha, o que era um clássico. Ela ergueu a mão e olhou de forma intrigante para a mulher que atendia aos demais clientes.

- Bom dia, eu quero um Mocha. – Ana sorriu delicadamente para a mulher acentuando ainda mais a própria beleza. – Sem demoras, porfavor.

Ana estendeu o cardápio para a moça, mas seu sorriso fechou com a entrada de duas pessoas dentro do estabelecimento. Com certeza, não eram simples humanos, porque a energia agora estava carregada.  Ana era novata naquele meio, e não sabia lidar exatamente com outros seres em um mundo aberto. Sempre estivera sobre a proteção de sua mãe, mas agora as coisas dependiam exclusivamente dela e só dela.

Após escolher o pedido, Anastasia acompanhou vagamente a conversa de ambos, e pelo visto eles realmente não eram simples mundanos. O que deixou Anastasia retraída sobre a cadeira da cafeteria.


Última edição por Anastasia Romanov em Qua 19 Fev 2014, 10:02, editado 1 vez(es)
avatar
Anastasia Romanov

Mensagens : 23
Data de inscrição : 11/02/2014
Idade : 29
Localização : Inglaterra/Londres

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Breathless em Qua 19 Fev 2014, 09:48

-uma boa açao… jamais ficará impune

Ele sorri, sarcástico

*ler..em casa? nao acho que seria agradável a qualquer um saber, que o conhecimento a uma criança foi privado, por pura ignorância*

-costumo ler livros sobre como criar cabras, e fazer queijos. Ah sim… sobre o cultivo de boas hortaliças também. Nada de muito interessante. E voce? tem algum preferido?

O sorriso se acentua, e ele olha de soslaio, para o ambiente.

-Voce.. parece chamar bastante a atenção, das pessoas, Damien. Era isso que pretendia, quando começou a ser um artista, e usar o seu próprio corpo, como uma tela?
avatar
Breathless

Mensagens : 46
Data de inscrição : 11/02/2014
Idade : 31
Localização : Silent Hill

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Pan em Qua 19 Fev 2014, 10:20

- Eu gosto de ler histórias... fantasias. Livros sobre o ocultismo na sociedade, sociedades secretas. Há tanto para ler nas entrelinhas...  - ele sorri. - gosto de ler sobre culturas também... algumas fantasias medievais...

Ele pondera o comentário, notando que atraiam olhares.

- não... - ele sorri largamente, expondo os dentes brancos, o sorriso charmoso, a voz rouca. - Eu gosto de tatuagens, gosto de seus significados profundos... das mensagens... Eu chamava atenção mesmo quando era pequeno, apenas por meus olhos... e meu sorriso. Pode parecer um paradoxo, mas eu não gosto muito de chamar atenção. Nem por isso vou deixar de fazer o que eu gosto... - ele acaricia as tatuagens que levava nos punhos. - eu as adoro...

Ele sorri

- Meu livros podem ser estranhos pra você, mas posso te arrumar uns... sei lá... - ele sorri mais acanhado, erguendo a sobrancelha, analisando se estava indo por um assunto chato. - há uns sobre criaturas misticas, o uso muito para pensar nos desenhos. Descreve entidades que há na sociedade mas não vemos, como o chupa-cabra, satanistas com poderes divinos, devoradores de almas... - o sorriso dele se alarga. - Se conferir bem as descrições verá q são apenas pessoas com transtornos mentais... teve um caso aqui em Londres mesmo, o sujeito achava que era um vampiro e saiu mordendo as pessoas. Eu acabo atraido para esse lado podre da sociedade....
avatar
Pan

Mensagens : 50
Data de inscrição : 11/02/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Makie em Qua 19 Fev 2014, 10:47

a bandeja estava a sua frente, o copo com mocha estava sobre o papel com a numeração da mesa, e ao lado um expresso , um Macchiato e um cinnamon. cada um marcado com sua respectiva mesa.

o primeiro a ser entregue foi o mocha, colocado no centro da mesa junto com um guardanapo delicado, e o papel coma numeração grudada, mas logo o papel foi removido dali e guardado dentro do bolso, seria reutilizado na próxima marcação ( era o tipo marcador de pagina).

- obrigada por esperar, aqui está o seu pedido, por favor aproveite.- june aproveitou para se sertificar se havia algum interesse em um novo pedido, neste caso regressaria a mesa após entregar os pedidos. então se afastou indo em direção a próxima mesa.

a próxima mesa foi o expresso, o mesmo ritual de pegar o marcador, deixar a bebida no centro da mesa, se se gentil com o freguês, afinal isso sempre lhe garantiu uma boa gorjeta na hora do pagamento.

se afastando habilmente a próxima mesa era também o ultimo pedido da bandeja. com apenas poucos passos precisos e equilibrados foi em direção a outra mesa, onde o assunto era um pouco peculiar, guardou para si a opinião de não se meter, mas achou aquilo um tanto quanto uma baboseira para ser debatido assim em publico... se lembrando das aulas do semestre anterior onde um metido a esperto debatia de maneira feroz* os argumentos de june.

- macchiato e um cinnamon. - june havia se tornado hábil a pouco tempo em colocar os pedidos e retirar a marcação das mesas ( de alguma forma ela não conseguia entender a disposição das mesas e gravar a numeração). uma pequena veia em sua testa parecia saltar, e sua respiração se tornou um pouco grosseira, alguma coisa não estava certo para june, então apenas resolveu que fosse melhor se afastar, não queria problemas em seu trabalho, não faltava muito e logo seu turno acabaria, provavelmente aqueles seriam seus últimos clientes do dia.
- obrigada por esperar, aqui está o seu pedido, por favor aproveite.- com um leve aceno june apenas se vira e começava a se vira a procura de atender a próxima mesa.

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Makie

Mensagens : 61
Data de inscrição : 22/01/2014
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Starbucks coffe

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum